Estúdio caseiro: como produzir fotos incríveis de objetos e alimentos em casa

Tempo de leitura: 3 minutos

Se você quer produzir fotos incríveis para vender na internet, um bom investimento é montar um estúdio caseiro, que pode ser adaptado de acordo com as suas possibilidades.

Neste post eu vou te mostrar quais são os equipamentos que eu uso:

  • câmera
  • lentes
  • flashes
  • acessórios

Quais são as marcas, os modelos e também os ajustes e configurações de cada um deles para montar a minha linha de produção em massa de fotografias

Te interessa? Conhece alguém que se interessa? Compartilhe!

Câmera

Atualmente eu uso uma Nikon D7100, mas já tive outras, com as quais fiz fotos que até hoje continuam sendo vendidas e gerando renda passiva em diversos bancos de imagens:

  • Canon Powershot S110
  • Canon Powershot G12
  • Samsung ES70
  • Nikon D70

Lentes

Eu uso basicamente 02 objetivas da Nikon:

  • Uma 50 mm AF Nikkor 1.4 D, que é a minha preferida
  • E também tenho uma 24 mm AF Nikkor 2.8 D

Configurações e ajustes

Na situação de luz controlada dentro de casa, eu já conheço qual é o ajuste mais adequado:

  • ISO 100, para eliminar a possibilidade de aparecer ruído, e que também me dá uma qualidade  de imagem melhor
  • Abertura f/8, o que me dá uma profundidade de campo mais ampla para diminuir também a possibilidade de eu errar o foco
  • E a velocidade de obturação de 1/125, que combinada às demais configurações, praticamente não capta nenhuma luz do ambiente interno, fazendo com que os flashes sejam as únicas fontes de luz

Flash

Eu tenho dois flashes:

  • Nikon Speedlight AF SB-5000, que na época que eu comprei era o modelo top da Nikon, tanto em termos de potência quanto de possibilidades de controles e ajustes. Eu resolvi investir um pouco mais, principalmente para ganhar tempo com os ajustes, já que ele pode ser totalmente controlado pela câmera, mesmo quando está fora dela
  • Youngnuo YN-560 III, que é bem mais simples, e teve uma relação custo x benefício muito favorável. Embora seja totalmente manual (os controles são todos no próprio flash, e não tem medição TTL), me exigindo um pouco mais de tempo até encontrar o melhor ajuste, ele tem algo muito interessante para mim, o modo escravo, que permite o acionamento fora da câmera.

No ambiente interno da minha casa, a potência mais adequada dos flashes (para os ajustes de câmera que mostrei agora há pouco) é a carga de 1/4, que produz imagens com fundo branco, muito procuradas pelos clientes.

Às vezes eu uso apenas um flash, para provocar algumas sombras, que tornam a foto bem interessante também.

Acessórios

Cada flash vai montado em um difusor Octabox, da Greika, de 80 cm de diâmetro.

E atrás da cena, para rebater a luz, eu uso esse tecido oxford branco (muito usado para fazer guardanapo), medindo 2 m x 1,5 m, fixado em suporte para fundo infinito.

Mas precisa de tudo isso?

Esse é o meu espaço de trabalho hoje.

Não foi sempre assim... Quando comecei a vender minhas fotos na internet, em 2015, eu não tinha nada disso. Usava uma câmera compacta e fotografava quando a luz natural permitia.

O que eu quero deixar bem claro é que você não desanime se não puder comprar isso tudo agora. O mais importante é a sua vontade de fazer acontecer, e a sua atitude de entrar em campo.

Tudo o que eu tenho hoje foi sendo adquirido aos poucos, com preparo e consciência.

À medida que você vai evoluindo como fotógrafo, você vai entendendo para que serve cada um desses equipamentos e acessórios, e como isso pode levar sua fotografia para outro nível.

Comece de onde está. Use o que você tem. Faça o que você pode. (Arthur Ashe)

E você? Como é o seu esquema de produção de fotos?

Qual foi gambiarra mais louca que você já fez?

Me conta aqui nos comentários, que eu vou ficar muito contente de saber!

Gostou deste post? Assista à versão em vídeo!

2 Comentários


  1. Estou começando agora a apostar na carreira de fotógrafa de banco de imagens, e seus posts estão ajudando a me nortear. Por isso, por enquanto, estou sem equipamento, pois quero esperar algum retorno para me inspirar a investir. Abraços

    Responder

    1. Oi, Mariana! Fico muito grato por saber que o conteúdo está te ajudando. Sem querer desanimar, mas eu recomendo que você se planeje para investir primeiro, e obter retorno de outras fontes além dos bancos de imagens. Estou torcendo por você. Abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *