Saiba o que 5 fotógrafos fizeram para crescer com o Instagram

Tempo de leitura: 6 minutos

Quem é que não quer se tornar um fotógrafo profissional reconhecido?! Sei que vocês que estão sempre aqui pelo blog também sonham com isso. Crescer com o Instagram pode ser um dos caminhos mais proveitosos, embora seja trabalhoso.

O Viver de Blog postou um artigo com sete fotógrafos profissionais que impulsionaram a carreira utilizando o Instagram. Você pode conferir o artigo completo clicando aqui.

Pensando nisso, hoje resolvi falar sobre cinco desses casos de fotógrafos profissionais que se tornaram imensamente reconhecidos utilizando o Instagram como ferramenta de divulgação.

Já falamos, no artigo com dicas para dar visibilidade aos seus trabalhos fotográficos, sobre a importância de ter uma conta no Instagram e em outras redes sociais.

No entanto, aqui falarei sobre a trajetória desses profissionais, quais foram suas estratégias e diferenciais.

1 - Chris Ozer - @chrisozer

Há doze anos, em 2005, Ozer era professor de música e se empenhava em aprimorar sua carreira como músico de jazz.

Sua trajetória na música não rendeu bons frutos, por isso, em 2006, Chris passou a trabalhar em um escritório, para conseguir manter as contas. Pouco tempo depois, junto ao surgimento avassalador dos iPhones, passou a tirar fotos como passatempo.

Podemos dizer que Chriz Ozer estava no Instagram “quando tudo ainda era mato”. Aderiu à rede social no ano de seu lançamento, quando quase ninguém se interessava muito pelas suas opções, sendo ele um grande exemplo de como é possível crescer com o Instagram.

Com o passar do tempo, passou a aperfeiçoar suas técnicas e equipamentos. Até que, em 2011, decidiu ter a fotografia como sua fonte de renda, largando seu emprego no escritório e investindo em estudos sobre fotos.

Atualmente, Ozer tem mais de 600 mil seguidores no Instagram e realiza trabalhos para marcas mundialmente reconhecidas como a Apple e o New York Times.

Chris mora em Nova York, tendo, além de tudo, belíssimos cenários para explorar.

Conheça mais sobre o portfólio dele aqui.

 

Leia mais: Por que Banco de Imagens dá Dinheiro?

 

2- Hiroaki Fukuda - @hirozzzz

O japonês Hiroaki Fukuda tem como diferencial o fato de investir em projetos de fotografia com iPhones.

Atualmente, Fukuda conta com 560 mil seguidores no Instagram, e diversos projetos maravilhosos - com pessoas, lugares e eventos. Já realizou trabalhos para a Dior, Michael Kors e Nike.

O fotógrafo mora em Tokyo, mas está sempre viajando para fotografar lugares, dando enfoque para a simetria e a diversidade das paisagens.

Seu crescimento foi, mais uma vez, causado pelo uso do Instagram.

Site do Hiroaki com seu portfólio: Hiro.Photo

 

Confira Como os Autorretratos nos Ajudam a Fotografar Pessoas

 

3- Emily Blincoe -  @emilyblincoe

A norte americana Emily Blincoe também começou sua carreira com o simples propósito de se divertir fotografando nas horas vagas.

Seu trabalho foi se tornando progressivamente notável, mostrando para nós mais uma vez como é possível crescer com o Instagram.

O fator que torna seu trabalho tão característico consiste em seu projeto “Arrangements”. Nele, Emily explora a simetria, as cores e a luz. Utilizando, muitas vezes, frutas, legumes, folhas secas e objetos aleatórios que formam paletas de cores agradáveis.

Suas fotos são daquelas que proporcionam grande prazer visual, daquelas que você não consegue tirar os olhos por alguns instantes.

Com o crescimento de sua carreira, Blincoe passou a investir em outros projetos, fotografando pessoas e lugares.

Atualmente, a fotógrafa tem projetos realizados para marcas como Aeropostale, Stella Artois, HP e Converse. Além disso, sua conta no Instagram tem 420 mil seguidores muito engajados.

Conheça o trabalho completo da artista clicando aqui. Seu site, assim como suas fotos, é extremamente agradável e responsivo. Tendo os projetos divididos em abas, por isso, vale muito a pena conferir.

4- Paul Octavious - @pauloctavious

Paul Octavious tem uma história calorosa e intensa com a fotografia. Começou a explorar esse universo com uma Polaroid, aos cinco anos de idade.

O fotógrafo trabalha como freelancer atualmente e, muitas vezes, compartilha na sua conta do Instagram fotos tiradas em seu iPhone.

Quando Paul ainda era criança, sentiu-se imensamente tocado pelo Lago Michigan, em Chicago. Esse é o maior lago de água doce dos Estados Unidos e contempla diversas cidades e distritos.

De acordo com o fotógrafo, desde a primeira vez que viu o lago sentiu-se imensamente tocado e conectado com o ambiente. Ele acredita que essa conexão seja universal.

Acredita, também, que o ambiente é capaz de proporcionar uma vasta gama de bons momentos para o corpo e a mente.

Desde então, não parou mais de fotografar o lago e o mundo ao seu redor. Começou como freelancer, exibindo seus trabalhos nas redes. Crescer com o Instagram fez com que Paul Octavious conquistasse o interesse de marcas como Mc Donald’s e New Balance.

Site do artista: Paul Octavious.

5- Ike Edeani - @edeani

O nigeriano Ike Edeani trabalhava com design e arquitetura e estava empregado em uma empresa de roupas quando decidiu se empenhar na carreira fotográfica.

De 2012 para cá, Edeani conquistou 485 mil seguidores no Instagram e realizou trabalhos para marcas como a VICE, Mastercard, Google, Elle e muitas outras.

Grande parte do seu sucesso foi proveniente de seus esforços direcionados para alavancar seu perfil no Instagram.

Tamanha foi a eficácia da estratégia do nigeriano, que entre 2012 e 2016, ganhou diversos prêmios e realizou várias entrevistas.

Atualmente reside em Brooklyn, Nova York.

Confira o portfólio de Ike Edeani.

 

Como Evitar Que Suas Fotos Sejam Rejeitadas

 

Mas afinal, qual o segredo?

Já era fato que a plataforma tem ajudado milhares de artistas visuais e performáticos a impulsionarem seus trabalhos.

No entanto, muitos se perguntam como se dá essa explosão de visibilidade. A resposta é simples: com muito esforço e trabalho suado.

Com posts recorrentes, estímulo de engajamento, divulgação em outras redes sociais e realização de projetos, a tendência é que sua conta vá crescendo aos poucos.

Percebam como a maioria desses fotógrafos levaram alguns anos para conquistar o nome que têm atualmente.

Volto a mencionar que o artigo aqui no FotoAlma com seis dicas para dar visibilidade aos seus trabalhos com fotografia também pode ser útil para essa finalidade.

Espero que tenham se sentido inspirados pelo artigo de hoje!

Gostou? Deixe seu comentário.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *